06 agosto 2012

O vento que leva tudo.





Num fio de pensamento
Me prendo
Reflito, invento.
Canto, toco, escrevo
No entanto, nada vejo.

O coração falha
Respiro
Entre silêncio e saudade
Nenhuma oportunidade.

Tenho-te longe
E tenho-te perto
Mas tenho, sei que tenho.
Te acho em sentimento

Sinto- te
Como se fosse pulsação
E a percorrer minhas veias
Faz-se músculo, coração.

Mas fico aqui parada
Agonizando calada
Você reclama da falta do som
E é você quem me falta

Eu ando e me vejo parada no mesmo lugar
Esperando, quem sabe
Você vir me buscar
E de mim
Me salvar.

Espero, sofro, grito
Deixo que suas asas se abram
Em voo infinito
Pelas suas próprias linhas traçadas no céu.

Liberto-lhe de mim
Liberto-me de você
E volto pro fio de pensamento
Carregada com o vento
O vento que leva tudo,
Tudo me levou o vento.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
Designer By.: Jeff Bolton